CONHEÇA A SELEÇÃO DE EUNÁPOLIS, PRÓXIMA ADVERSÁRIA DE IPIAÚ

O Campeonato Intermunicipal de Futebol está se afunilando cada vez mais e apenas os mais eficientes estão conseguindo manter vivas as chances de título. Após iniciar com 63 seleções, agora restam 16 participantes, que farão no próximo domingo (15) os jogos de ida das oitavas de final. Uma dessas seleções é a de Ipiaú, que iniciou o certame completamente desacreditada por parte da torcida e imprensa, mas que vem conseguindo avançar, e agora encontra-se numa fase tão aguda da competição, o que não acontecia há 6 anos, quando nesta mesma fase foi eliminada pela seleção de Santa Luz. Depois de eliminar a fraca seleção de Uruçuca, o selecionado ipiauense vai enfrentar a seleção de Eunápolis, uma das seleções mais qualificadas do Intermunicipal. Lembrando que o aproveitamento de Eunápolis até o momento é rigorosamente idêntico ao de Ipiaú: 63,3%.

Conheça os números de Eunápolis na 1ª fase: 03 vitórias, 02 empates e 01 derrota, marcou 10 gols e sofreu 03 gols. Na 2ª fase, os eunapolitanos enfrentaram a seleção de São José da Vitória, empatando fora de casa por 0 a 0 e em casa goleando por 4 a 0. Na 3ª fase, seu adversário foi o time sub 20 do time profissional do Vitória da Conquista, onde Eunápolis venceu em casa por 3 a 1 e empatou fora de casa por 1 a 1. Após 10 rodadas, Eunápolis obteve 05 vitórias, 04 empates e apenas 01 derrota, marcou 18 gols e sofreu 05 gols. Ipiaú e Eunápolis somam 19 pontos até o momento, mas por ter uma vitória a mais (6 a 5), Ipiaú decidirá mais uma vez em casa.

O estádio Araujão, em Eunápolis, tem gramado impecável e é um campo de grande dimensão, parecido com o Pedro Caetano. Jogando em casa, Eunápolis venceu 03 partidas, empatou uma e foi onde sofreu sua única derrota. Dos 18 gols marcados, 11 gols foram anotados em casa, o que mostra a força da equipe em seus domínios. A equipe comandada pelo técnico Beto Oliveira é muito experiente, muito madura, tendo em seu meio-campo o ponto mais forte. Todas as bolas passam pelo camisa 10 Ley, veterano que atuou no futebol profissional, foi vice-campeão em 2015 com Uruçuca e em 2016 com Itabela, e já marcou 04 gols. A bola parada de Eunápolis é muito forte com ele.

Não é só Ley, também tem a pegada do volante Diego, que joga com a camisa 14 e foi campeão em 2010 por Porto Seguro e em 2015 por Santo Amaro, como a baita experiência do goleiro Márcio Greyk, capitão do time, super campeão seguidas vezes pela seleção de Conceição do Coité e também com passagens pelo futebol profissional da Bahia, atuando pelo Ypiranga no Baianão da primeira divisão em 2015. E no ataque tem o centro avante Rafael, que joga com a 9, autor de 7 gols até aqui.

Seguramente, esse será o confronto mais duro que Ipiaú irá enfrentar, haja vista porque Eunápolis entrou como uma das favoritas ao título, fez um grande investimento e faz grande campanha. Seu estilo de jogo é de muito toque de bola, eles gostam de ter a posse de bola e fazer o adversário ter que correr e se desgastar mais. Ipiaú precisa mais do que nunca melhorar seu desempenho fora de casa. Em todas as suas 03 derrotas fora de casa, Ipiaú tomou gol no primeiro tempo. Nessa fase e contra um adversário dessa qualidade, o erro tem que ser o mínimo, porque senão poderá custar muito caro. Para o duelo de domingo, o técnico Netão contará com o retorno do volante Igor. (GIRO/Romário Henderson)



Comentários encerrados.