Médicos formados no exterior terão validação de diplomas em 2010

|

Os brasileiros que cursaram medicina no exterior serão submetidos a exames práticos e teóricos no primeiro semestre de 2010 para validar seus diplomas no Brasil. A informação foi passada hoje à comissão de formandos que se reuniu com o assessor do Gabinete Pessoal do Presidente da República em Brasília, Diogo de Sant’Ana. A reunião ocorreu por interferência do presidente Lula, que hoje pela manhã quebrou o protocolo e se dirigiu ao alambrado onde um grupo de 50 formandos gritava pelo seu nome. No contato com o grupo, Lula pediu que uma comsisão fosse recebida no gabinete da Presidência.

http://2.bp.blogspot.com/_U04xYr0iQek/SLs03GQ0gII/AAAAAAAAAeM/wdAJIeR64Pk/s400/1306_medico.jpg

“As provas valerão para os formandos num universo maior. Pode ser de Harvard ou universidades da Bolívia ou Cuba”, explicou Sant’Ana.

Anívea Carvalho, formada em Medicina em Cuba, explicou que o movimento ganhou força a partir de mudanças nas diretrizes de revalidação dos diplomas. Segundo ela, a legislação assegurava que o formando se submetesse a testes e, caso não fosse aprovado, faria um curso específico com o objetivo de adaptar a grade curricular à realidade brasileira. Com a nova regra, todos os formandos no exterior serão submetido a provas e, se forem reprovados, terão que fazer novos exames no ano seguinte.

Diogo Sant’Ana explicou que a mudança foi estabelecida pelo Senado e teve por finalidade atender a todos os brasileiros que cursaram Medicina no exterior. Segundo as lideranças do movimento, entre três e cinco mil formandos aguardam na fila pela revalidação dos respectivos diplomas. Sant’Ana informou também que passou de 18 para 21 universidades que integram o projeto. Ou seja, aqueles que forem aprovados nos testes poderão comparecer as universidades que acolherão os diplomas, passo importante para o exercício da profissão no Brasil.

0 Comentário:

 

©2009 NOTÍCIAS DE IPIAÚ | Template Blue by TNB