Diploma universitário não é parâmetro de competência

|


Por: Samy Santos-Colunista

Há alguns dias foi publicado um excelente texto no blog “É Política”, intitulado “O preconceituoso também é cafona e grosseiro”, de autoria do blogueiro Wesley Novais. O título do texto faz referência às palavras proferidas por um gênio da música brasileira, Caetano Veloso, que ao se referir ao presidente Lula disse que este é analfabeto, grosseiro e cafona. Com a certeza de que não é preciso agregar nada ao texto publicado neste site, daremos, apenas, um novo viés à discussão.
As palavras preconceituosas de Caetano refletem o pensamento de parte da população, que só consegue ver competência naquelas pessoas que possuem ensino superior. Nesse ínterim, é sempre recorrente o questionamento: Curso Superior é sinônimo de conhecimento e competência? Certamente, não.
É inegável a quantidade de pessoas que possuem Curso Superior e são incompetentes e despreparados. Isso ocorre, dentre outros motivos, pela péssima qualidade do ensino da maioria das faculdades brasileiras. O grande problema é que o único conhecimento valorizado no Brasil é o acadêmico, ou seja, aquele oriundo das universidades.
Não se trata de desmerecer os títulos de graduação e pós-graduação, mas de evidenciar que existe, sim, conhecimento fora das universidades, e que ela não é, certamente, o único meio para o acesso à cultura e informação. Afinal, há excelentes profissionais desenvolvendo de maneira brilhante suas atividades sem ao menos terem frequentado um Curso Superior.
O baiano Duda Mendonça, por exemplo, é, sem dúvida, um dos maiores publicitários do Brasil. O que poucos sabem é que ele nunca cursou a faculdade. É bom notar que Mendonça não representa um caso isolado, visto que são incontáveis as pessoas que não possuem Curso Superior, mas são excelentes profissionais.
Como se nota, diploma universitário ou a falta dele não pode ser utilizado como parâmetro para se aferir a capacidade das pessoas. Fora da universidade também há pessoas brilhantes, grandes gênios e que a cada dia agregam valores e conquistas para a sociedade. A propósito das palavras de Caetano Veloso, é bom observar que se todo analfabeto do Brasil tivesse o conhecimento e a criticidade de Lula, o analfabetismo certamente já teria sido extinto no país. É preciso sair da visão restrita e preconceituosa acerca do conhecimento. (www.samysantos.com.br)

0 Comentário:

 

©2009 NOTÍCIAS DE IPIAÚ | Template Blue by TNB