Seleção de Ipiaú empata e se complica.

|

Por Orlindo Lopes

A julgar pelos primeiros dez, quinze minutos, ficou a nítida impressão de que a Seleção venceria. Além do enorme respeito demonstrado inicialmente pela Seleção de Itamaraju, duas ótimas chances, desperdiçadas por Jackson, aos seis e aos oito, indicavam isso. A torcida, embalada pela volúpia inicial do time, uma vez mais fez sua parte. Mas o tempo foi passando, o time se mostrando uma vez mais inoperante no ataque, apenas no ataque, como se o gol não fosse assim tão necessário, tal a displicência e apatia nas conclusões, e o quadro ia se transformando em pavor, em preocupação, em drama.

Bom que se diga, era clara a intenção da Seleção visitante, pelo menos nos primeiros minutos da etapa inicial, em levar o jogo em banho maria, catimbar, fazer o tempo passar, irritar os jogadores ipiauenses, e o pior é que conseguiu, inclusive, com a aquiescência no mínimo estranha de um árbitro tido como estrela dos quadros da C.B.F. e F.B.F., que tanto tentou que acabou conseguindo aparecer mais que os verdadeiros artistas do espetáculo.

Mas por coerência, não devo atribuir à arbitragem, embora prá mim horrorosa, o fato de a Seleção de Ipiaú não haver vencido ontem, nada disso. O que na verdade ocorreu, é o que vem acontecendo desde o início, na maioria dos jogos, o time joga bem, como ontem, mas, no momento de decidir, alguma coisa não dar certo, o gol não sai. E olha que a Seleção de Itamaraju não é nada daquilo que se “pintou”, é apenas um time comparável ao nosso, ou até tecnicamente inferior, tanto é, que mesmo não tendo vencido, o time ipiauense jogou muito mais, e deixou em todos eles, jogadores, torcedores, diretores, comissão técnica, uma indisfarçável preocupação, pelo que poderá acontecer lá no próximo domingo, tomarem uma “pancada” em casa. Podem crer, deu prá perceber, eles foram embora amedrontados, não acreditavam na qualidade do time ipiauense, inclusive, alguns torcedores apostavam numa vitória deles, e acabaram cabisbaixos, e isso é ótimo, psicologicamente é bom sinal.

O time, em sua maioria, esteve bem. Uma vez mais a defesa sobrou. Binho, firme, operou três defesas difíceis, jogaram muito Ramon, o melhor do jogo, Karol, Paulinho, Igor, Gazinho, no sacrifício, Bolachinha, Samir, Jackson, enquanto pôde, apenas Climárcio e Kainan não estavam numa tarde muito feliz. Sales novamente mexeu bem, colocou Mário, Macaco (belíssima suspresa), e Ronaldo, todos num bom plano.

Agora, aqui prá nós, os deuses não deixarem aquela cabeçada de Ramon e a bola de Mário entrarem, já no finalzinho do jogo, é brincadeira!

Claro que o torcedor saiu ontem do Estádio meio pensativo em relação ao que Ipiaú poderá fazer lá, domingo que vem. Não podia ser diferente, essa torcida maravilhosa bem que merecia uma vitória marcante!

Quem sabe, lá, em torcedor? Quem sabe Deus reservou a alegria prá lá? Espero, esperamos.

0 Comentário:

 

©2009 NOTÍCIAS DE IPIAÚ | Template Blue by TNB