Prefeito de Ubatã demite mais de 270 funcionários públicos

|


Nesta terça-feira, 17 de setembro, o prefeito da cidade de Ubatã, Agilson Muniz, exonerou mais de 270 funcionários do último concurso público realizado na cidade. Em entrevista a FM Ubatã ontem (16), Muniz afirmou que tal medida se faz necessária em razão das fraudes realizadas no concurso e pela enorme folha salarial do município, que consome quase toda a verba da cidade.
O Prefeito afirmou, ainda, que depois da demissão haveria contratação de pessoas para ocupar postos de trabalho. Nesse contexto, a análise é simples: se o concurso onera a folha do município, por qual razão depois da demissão dos funcionários haveria contratação de pessoal?
De maneira hipotética se afirma que houve falhas no concurso, mas se houve falhas, todas as pessoas devem ser penalizadas? Afinal, a maioria estudou muito para realizar o sonho de fazer parte do quadro de funcionários públicos.
Como se nota, trata-se de perseguição político-partidária. Vários demitidos já demonstram enorme revolta na cidade. Na manhã de hoje várias pessoas choravam enfrente a Prefeitura Municipal, sem saber o que fazer de suas vidas após a demissão arbitrária orquestrada pelo prefeito e seus aliados.
Vale salientar que a decisão do prefeito de demitir os funcionários não foi referendada pela justiça, uma vez que o processo referente a anulação do concurso ainda não foi julgado de forma definitiva pelas autoridades.


O prefeito Agilson Muniz, que inicialmente renovou as expectativas do povo ubatense quanto a uma administração séria e honesta, vem tropeçando em arbitrariedades, nepotismo e perda de credibilidade junto à população de Ubatã. Concursados, amigos, parentes e pessoas solidárias estão esperançosos de que a justiça corrija tamanha injustiça.



Ibirataia Notícias seu portal de Informações

0 Comentário:

 

©2009 NOTÍCIAS DE IPIAÚ | Template Blue by TNB