Pensando a diferença

|


Atualmente, é lugar comum as discussões que enfatizam a importância do respeito às diferenças, pois é sabido que muitas pessoas são excluídas por não se enquadrarem nos “parâmetros” sociais.
Ainda que questionáveis, não se pode negar que a sociedade possui padrões de beleza, comportamento, ideologias, crenças e tudo mais que ela julgar relevante. Vale pontuar, também, que a maioria de tais padrões se configura como atos de preconceito e hipocrisia.
Nesse contexto, a sociedade costuma excluir as pessoas que sejam “diferentes”, ou seja, que não compartilham de alguma forma com os mesmos valores, posturas, comportamentos e padrões consagrados pela classe dominante. Assim, ciganos, negros, deficientes, homossexuais, simpatizantes de sincretismos religiosos são constantemente vistos com olhares enviesados e preconceitos.
Por outro lado, é preciso perceber que tão importante quanto o respeito às diferenças, é observar que nem toda diferença é benéfica para a sociedade. Para ilustrar tal afirmação, basta observar que as diferenças entre as classes sociais trazem efeitos nocivos para a população.
A lacuna que separa ricos e pobres gera milhares de mortes todos os anos, sem falar daqueles que vivem abaixo da linha da pobreza. Percebe-se, então, que a discussão que versa sobre a relevância do respeito às diferenças não pode mascarar e tampouco esconder que nem toda diferença traz efeitos positivos para a sociedade.
Nesse ínterim, parece que é normal haver diferenças entre as classes sociais (é preciso diferenciar normal de comum). Dessa forma, a diferença só é válida quando promove a diversidade e traz consigo aspectos positivos para a vida em sociedade. Toda vez que a ela for usada para justificar a exclusão social, tal fato se configura como uma ideologia falsa e perigosa.


Samy Santos
Professor de Literatura, Gramática e Redação.
Graduado em Letras pela
Universidade do Estado da Bahia - UNEB.
Colunista do Noticias de Ipiaú
Site: www.samysantos.com.br
email:samysjs@noticiasdeipiau.com

0 Comentário:

 

©2009 NOTÍCIAS DE IPIAÚ | Template Blue by TNB