Mesa redonda debateu segurança em Ipiaú

|

A convite do radialista Norman Suarez, popular “Amarelinho”, várias autoridades e representantes da sociedade civil e de entidades de classes de Ipiaú participaram na manhã de sexta-feira(18), de uma mesa redonda durante a apresentação do programa radiofônico Jornal da Manhã, da Rádio Educadora AM. O prato principal servido foi a segurança pública no município.

Representando a 55ª Companhia Independente da Polícia Militar, o Comandante Major Anderson apresentou dados assegurando que a questão da segurança em Ipiaú está sob controle e que a maior incidência de criminalidade atualmente na cidade está diretamente ligada ao tráfico de entorpecentes.

Enriquecendo as palavras do Major Anderson o aspirante a oficial da PM, Kalil fez uma explanação do planejamento, serviço de inteligência e ações desenvolvidas para prender os principais elementos envolvidos no tráfico e que são ligados ao Comando Vermelho do estado do Rio de Janeiro.

Os principais delitos cometidos em Ipiaú são praticados por motoqueiros, e há uma certa confusão quando se entende que todo mototaxista é motoqueiro comum e está ligado ao tráfico. As ações têm resultado em prisões de “mulas” ou “aviões” – pessoas simples que fazem a ponte entre o distribuidor do entorpecente e o consumidor final.

O representante da ASSUPI – Associação de Supermercadistas de Ipiaú, empresário Fábio Cardoso informou que, dos 27 associados à ASSUPI, 25 já haviam sido vítimas de assaltos, sendo que, alguns deles já foram vítimas mais de uma vez. Pediu a realização de uma ampla mobilização para o enfretamento da violência no município.

O Oficial de Justiça, Dílson Araújo, foi contundente quando afirmou que as autoridades já têm um levantamento dos principais pontos de distribuição de drogas e enumerou alguns. Para ele, é preciso que o ministério Público dê apoio às ações da Inteligência das Polícias expedindo mandatos de busca e apreensão e também mandatos de prisão para que estes pontos sejam estourados e seus responsáveis presos.

O Venerável da Loja Maçônica Rionovense, Zenildo Rodrigues, disse que estes acontecimentos eram preditivos e que ações de prevenção deveriam ter sido preparadas para absorver o impacto que foi a chegada da Mirabela Mineração e empresas que lhes prestam serviços, além da Construtora Mendes Júnior que está realizando obras a serviço da Petrobras e que, de uma única vez trouxe para Ipiaú 85 Camionetas Hillux fora outros modelos de veículos e máquinas pesadas.

Zenildo Rodrigues sugeriu ainda que se fizesse um minucioso levantamento das deficiências na segurança pública de Ipiaú, além de um estudo do que realmente é necessário se implantar para que a população tenha de volta a tranqüilidade outrora vivida na cidade e que esse documento fosse enviado ao Governador do estado.

Para Jordan Hohlenwerger, gestor da Fundação Hospitalar de Ipiaú, a falta de investimentos em infraestrutura foi decisiva para que, com a chegada destas empresas na cidade a estrutura atual entrasse quase em colapso, levando em conta que a explosão demográfica acabou incidindo em acontecimentos antes nunca vistos por aqui.

O vereador Nena Passos credita a situação atual que não é privilégio de Ipiaú, à falta de investimentos do governo do estado em segurança pública em todos os municípios baianos.

Para confirmar o que disse, o vereador apresentou dados da Secretaria Estadual da Fazenda onde constam os investimentos feitos em segurança pública desde a instalação do Governo Wagner em janeiro de 2007.

2007: foram investidos apenas 63.7% da dotação orçamentária para a segurança

2008: 36% de uma dotação de R$123,7 milhões, ou seja, apenas 44,5 milhões foi o investimento neste ano

2009: De um total de R$ 217,3 milhões disponíveis para aplicação na compra de armamentos, veículos e equipamentos para as polícias, apenas R$ 46,3 milhões, ou seja, 21% foram destinados a este fim em 2008.

Para Nena Passos, o governo tem ainda três meses restando para o final do ano e deveria aplicar este dinheiro de forma urgente em toda a Bahia, pois em Ipiaú, por causa de um diferencial que custa R$ 6.000,00 uma Ranger da PM está há meses sem rodar e prestar o combate á criminalidade da cidade.

0 Comentário:

 

©2009 NOTÍCIAS DE IPIAÚ | Template Blue by TNB