Google está testando um serviço que permitirá aos ávidos por notícias ler páginas web

|

RIO - Google está testando um serviço que permitirá aos ávidos por notícias ler páginas web de revistas e jornais como se estivessem folheando o próprio exemplar impresso das publicações.

Marissa Mayer, vice-presidente de produtos de busca e de experiência do usuário da Google, planeja demonstrar o Google Fast Flip na segunda-feira no evento TechCrunch50. Trata-se de um projeto do Google Labs que expande a presença dos publishers no Google News, organizando e exibindo telas capturadas autorizadas de artigos noticiosos - em vez de apenas pequenos trechos - no site Google News.

Por exemplo, leitores poderão visualizar uma série de telas capturadas que ostentarão a logomarca da publicação original, mostrando notícias tais como os últimos resultados de eventos esportivos ou opiniões de jornalistas especializados sobre o melhor vídeo feminino do ano. O leitor poderá também encontrar os artigos buscando por categorias organizadas de acordo com as seções do Google News, por fontes de notícias e entre as matérias mais populares.

Os usuários poderão ler apenas parte das matérias dentro de uma seção no site Fast Flip, mas deverão clicar no site oficial da publicação para ler a matéria completa.

O Fast Flip está sendo testado em parceria com 36 publicações, incluindo "The New York Times", "Newsweek" e "Salon.com", que ficarão com parte do faturamento obtido com os anúncios que a Google pretende vender nas páginas do Fast Flip.

Martin Nisenholtz, vice-presidente senior de operações digitais do "Times", classificou o Fast Flip como "um modesto projeto de pesquisa e desenvolvimento" criado mais como um experimento para medir as taxas de click-through e tráfego do que uma forma criativa e audaciosa de fazer dinheiro. Ele se absteve de comentar sobre qual percentagem do faturamento com anúncios a Google pretende compartilhar com o jornal.

O Google News, é claro, tem sido algo de muitas críticas desferidas a partir da combalida indústria jornalística. Algumas publicações acreditam que o Google News "chupa" o conteúdo por elas produzido, exibindo a manchete e um trecho do texto, desencorajando assim os leitores a navegar nos sites originais que originalmente publicaram as notícias

Outros reclama da forma com que blogueiros, que simplesmente escrevem ou comentam apenas trechos das notícias originais, podem às vezes ter mais exposição no Google News do que o próprio autor ou publisher da notícia original.

O Globo

0 Comentário:

 

©2009 NOTÍCIAS DE IPIAÚ | Template Blue by TNB