Papel do Vereador

|

Autor: Samy Santos


O vereador deve desenvolver, teoricamente, atividades e projetos que possam oportunizar melhores condições de vida à população. A vereança deve ser um elo entre o poder público e a comunidade local.
É importante observar que em poucas cidades da região há gabinetes para que os vereadores elaborem projetos e possam atender a população, atendimento este que não deve ser assistencialista, mas que apresente propostas para viabilizar o desenvolvimento da cidade e da qualidade de vida.
Se os vereadores devem trabalhar em prol da população, seria de imaginar que o tempo disponibilizado para este fim fosse maior, inclusive com um ambiente apropriado para isso, nesse caso gabinetes individuais. Na maioria das Câmaras de Vereadores da região não há esse espaço. Outro problema é que em grande parte dos municípios da região só há duas sessões por semana.
Vale pontuar, também, que uma parcela significativa dos vereadores passa o mandato sem apresentar propostas, ou seja, ganham a política apenas fazendo uso do já “consagrado” assistencialismo.
Seria muito interessante se todas as Câmaras de Vereadores divulgassem os projetos apresentados pelos vereadores, este procedimento seria, talvez, um grande parâmetro para que a população pudesse escolher de forma mais coerente os seus representantes. Além disso, seria uma forma de pressionar os péssimos vereadores a apresentar algo que melhorasse, de forma significativa, a vida da população.
É claro que existem vereadores honestos e competentes, aqueles que têm compromisso com o povo. Estes realmente estão preocupados com a população, por isso são incansáveis na missão de apresentar propostas. Infelizmente, os vereadores sérios e compromissados são cada vez mais raros, o que está na “moda” é o político assistencialista e que debocha da ignorância de muitos eleitores.
Outro fato interessante é que a Câmara de Vereadores deveria ser um espaço democrático, onde a comunidade, de forma organizada, pudesse dar opiniões e fazer questionamentos. Como se observa, este é outro fato raro na região, pois dificilmente um cidadão pode exercer os princípios de cidadania.
A população também precisa ser mais consciente, escolhendo melhor seus representantes e assistindo, com frequência, o que é definido pelos vereadores durante as sessões na Câmara. É preciso exercer cidadania.


Samy Santos
Professor de Literatura, Gramática e Redação.
Graduado em Letras pela
Universidade do Estado da Bahia - UNEB.
Colunista do Noticias de Ipiaú
Site: www.samysantos.com.br
email:samysjs@noticiasdeipiau.com

0 Comentário:

 

©2009 NOTÍCIAS DE IPIAÚ | Template Blue by TNB