Em 'treino' violento, Brasil vence Estônia à espera da Argentina

|

Seleção de Dunga reclama da violência dos donos da casa e faz 1 a 0 em Tallin, mas também faz faltas feias nos rivais

Rafael Maranhão Especial para o GLOBOESPORTE.COM, em Tallin

Tecnicamente, um teste fácil para a seleção brasileira, líder do ranking da Fifa, contra a 112ª colocada, antes de pegar a Argentina, dia 5 de setembro, pelas eliminatórias. O time de Dunga venceu a Estônia por 1 a 0 nesta quarta-feira, em Tallin, em um bom exercício para encarar as travas das chuteiras adversárias, mas também para aprender a evitar "dar o troco".

Agência/Reuters

Luis Fabiano cercado por três da Estônia: Fabuloso reclamou muito da violência dos rivais

O amistoso parecia que seria festa. O estádio, com menos de 10 mil pessoas, lembrava até a África do Sul na Copa das Confederações: o som de cornetas embalava os torcedores. Mas a partida, classificada pelos donos da casa como “Jogo do Século”, teve clima de guerra e lances violentos. Dos dois lados.

Quando Kaká levou um carrinho de Dmitrijev na etapa inicial, Robinho discutiu feio com os rivais e quase que os jogadores se agrediram. Em seguida, Kleberson teve que deixar a partida com uma luxação no ombro direito, também por ter sofrido falta no meio-campo. Lucio levou cartão amarelo ao dar o troco. Luis Fabiano, autor do gol, reclamou muito no intervalo.

- É um time bastante violento, está chegando na maldade e sendo desleal – disse o Fabuloso.

No segundo tempo, mais confusão entre os atletas e uma entrada violenta de Felipe Melo em Puri, que poderia ter quebrado a perna do rival. Logo depois, Kruglov foi expulso por falta em Daniel Alves, que revidou com um soco e recebeu só o amarelo.

Com o resultado em Tallin, o Brasil chegou a 17 partidas sem perder, superando a marca de Carlos Alberto Parreira entre 2003 e 2004 (16). O próximo compromisso é com a Argentina, que nesta quarta venceu a Rússia por 3 a 2, no país vizinho à Estônia. O clássico sul-americano será em Rosário, pois Maradona quer aumentar a pressão sobre os brasileiros e acha o estádio do River Plate muito grande.

0 Comentário:

 

©2009 NOTÍCIAS DE IPIAÚ | Template Blue by TNB