Michael Jackson recebeu anestésico antes de morrer, diz policial

|

Um policial envolvido na investigação sobre a morte de Michael Jackson afirmou nesta segunda-feira que o médico particular do cantor, Conrad Murray, deu Propofol ao astro, medicamento que as autoridades acreditam ter sido a causa de seu falecimento.

Segundo a agência de notícias AP, o policial, que não quis se identificar, revelou que Murray deu a Jackson o remédio na noite anterior à sua morte. Jackson recebia regularmente o anestésico para dormir.

Murray estava com Jackson quando ele morreu, no dia 25 de junho, e aparece em documentos da Justiça como alvo de investigação por homicídio não premeditado.

O advogado do médico particular de Jackson afirmou que seu cliente não administrou nada que pudesse ter matado o cantor.

0 Comentário:

 

©2009 NOTÍCIAS DE IPIAÚ | Template Blue by TNB